Bolsa de valores, comércio, PIB, mídia, tecnologia e filosofia. Palavras que em primeiro momento parecem estar distantes do Direito. Porém, quando analisadas segundo a sociedade, que é o fator fundamental para a existência dessa área do conhecimento, percebe-se que existe uma interdependência ocasionada pela globalização, que é o mundo interligado através dos fluxos. Nessa perspectiva, quais são os desafios hodiernos de se cursar Direito no Brasil e quais são as possíveis experiências de se envolver nesta área do conhecimento?

É possível, por meio das análises históricas, inferir sobre as inúmeras modificações que aconteceram no contexto social e que indiscutivelmente contribuíram para a formação dos conceitos de Direito. Desse modo, percebe-se a existência de diversas rotulações sociais sobre o que é cursar Direito, sendo algumas delas: estudar para aprender a mentir, formar e tornar-se Doutor, e, lei é sinônimo de Direito. Entretanto, tais paradigmas podem ser compreendidos como falácias construídas por gerações, que devem ser desconstruídas.

Artigo-141_segundoÉtica, moral e justiça são termos constantemente discutidos socialmente e que estão diretamente relacionados à necessidade de construir uma carreira que vá ao encontro dos princípios do indivíduo. Dessa forma, o estudante de Direito, deve-se portar segundo os princípios da resiliência presentes no bambu, enfrentando as barreiras, os paradigmas e continuar firme em seus ideais. Assim, é necessário que o discente não se prenda ao conteúdo ministrado nas instituições de ensino, deve buscar ter um senso crítico, reflexivo e romper com as barreiras de um conhecimento alienante.

Compreende-se, portanto que os desafios de se cursar Direito no Brasil estão relacionados à necessidade de entender que essa área do conhecimento é interdisciplinar, romper com os paradigmas impostos pela sociedade, construir uma carreira que segue os princípios do indivíduo e distanciar-se do pensamento comum por meio do senso crítico. Pois, ao se envolver efetivamente com o Direito, o indivíduo poderá produzir a mudança em si e influenciar na construção de uma sociedade mais justa e ética.


Gostou do Acervo? Ajude-nos a crescer! Curta a nossa página no Facebook.

COMPARTILHE O POST COM SEUS AMIGOS! 😉

Comentários

comentários

Sobre o Autor

Milena Santos é Redatora do Acervo Ciência e técnica em Música pelo Conservatório Estadual de Música Cora Pavan Capparelli. Atualmente gradua-se no curso de Direito, na Universidade de Uberaba. Ah, e se qualifica como uma eterna aprendiz.